Adote uma Criança nesse natal





Que história é essa?
 
 
Ao invés de esperar que o Estado resolva questões que afligem a população, a A.A.S. Cidadania agrega profissionais e estagiários de diversas áreas. Esses Voluntários acreditam que ações espontâneas para atingir fins específicos costumam ser eficientes, por não visarem lucro ou poder, e que experiências mostram que investir no capital humano é o melhor caminho para reverter à violência urbana, a evasão escolar, a falta de noção de cidadania, o desemprego.

Desde que o poder público e comunidade trabalhem em conjunto para reduzir a miséria, combater as drogas, tirar os pobres da rua é possível controlar esse estado de coisas, justamente porque educar para a cidadania é construir uma sociedade mais harmoniosa para a família, o trabalho e a produção econômica.

Como surgiu os Doutores do Riso Santista hoje Doutores Voluntários do Riso

O nome "Doutores do Riso" surgiu porque uma das fundadoras, ao pesquisar sobre a "Neuroquímica da Sensações", descobriu que, dependendo do grau de intensidade do riso, a dor pode ser bloqueada. Visto o hipotálamo, ao ser estimulado pelo riso, aumentar a produção de endorfinas, relaxando as artérias, trazendo bem-estar ao corpo, aumentando as reações imunológicas e, se o riso for intenso, o grau de endorfina produzido é tão alto que naquele momento o paciente não sente dor.

Os "Doutores do Riso" são voluntários, profissionais e estagiários de diversas áreas, que antes de tornar-se um Doutor, fazem cursos de capacitação e preparam-se com objetivo maior do que levar apenas alegria.

Esses voluntários não são palhaços, nem atores, são pessoas especiais que estudam, pesquisam, capacitando-se sempre em busca de obter resultados cada vez melhores, no que tange a conseguir sorrisos e risadas dos pacientes.

Um trabalho importante para a recuperação dos pacientes

Por esses fatores, é que os voluntários optaram por colocar o nome “Doutores do Riso”, porque, além da alegria e folia têm como objetivo maior “bloquear a dor”.

Conheça o Estatuto da Criança e do Adolescente
Clique aqui

 
ESE